BLOG
02 maio, 2019

3 dicas para escolher o melhor seguro odontológico

seguro-odontologico-dental

Alguns anos atrás, quando o jogador de futebol Cláudio Winck declarou estar fazendo tratamento dentário para diminuir lesões, a saúde da boca começou a ser levada a sério por muita gente. Na época defendendo as cores do Internacional de Porto Alegre, o atleta sofria com lesões constantes e fez uma cirurgia de correção da mordida que, de fato, contribuiu para diminuição do problema.

E para quem entende a importância de uma boca saudável, certamente a segunda preocupação é garantir assiduidade nas visitas ao dentista. O problema para muitos é o custo dessa frequência, mas isso é algo que um seguro odontológico pode tornar mais econômico.

Antes de contratar um bom seguro odontológico, porém, é preciso se atentar a alguns fatores que certamente farão o sorriso agradecer e o bolso respirar.

Certifique-se da cobertura do seguro odontológico

Como qualquer modalidade de seguro, é necessário avaliar a proposta antes de efetivar a apólice. Fatores como carência, inclusão de dependentes, condições para cobertura e utilização da rede credenciada são cruciais para fazer a contratação valer a pena.

Existem diversas seguradoras no mercado e os valores de investimento do prêmio variam conforme a amplitude da cobertura. Mas lembre-se: nem sempre o menor preço é o mais recomendado, pois isso pode significar abdicar de itens importantes, como alguns tratamentos e até consultas frequentes.

Veja se as clínicas e dentistas de confiança atendem pelo seguro

Ao falarmos de saúde, ter profissionais de confiança é sempre importante e é comum criar relações que partem da infância e se estendem para nossos filhos e netos.

Para os dentistas, é a mesma coisa e, por isso, se quiser se manter cultivando essa confiança, é importante verificar com o próprio profissional ou clínica, se eles atendem pelo seguro escolhido.

Caso não seja possível fazer essa verificação direta, algumas seguradoras também disponibilizam consulta online da rede credenciada para seguros odontológicos.

Checar possíveis problemas pré-existentes antes da contratação

Uma das principais diferenças do seguro odontológico em relação ao seguro saúde é que não há relação direta entre aumento da idade e valor do seguro. Porém, condições de risco pré-existentes podem impactar no investimento.

Visitar um dentista e fazer um check-up completo pode ser um bom começo para documentar a saúde bucal e conseguir condições melhores.

Ao mesmo tempo, tentar esconder problemas pré-existentes (necessidade de procedimentos cirúrgicos, por exemplo) pode restringir a cobertura inicial e prejudicar o objetivo de ter um sorriso mais saudável.

Com o check-up em mãos, fica mais fácil saber as condições para contratação e ajuda a fazer o investimento correto.

E, caso tenha dúvidas, é só falar com nossa equipe por este link e solucioná-las antes de contratar.



t