BLOG
06 nov, 2019

Seguro automóvel barato: dicas de como baratear seu seguro

seguro-automóvel-barato

Um automóvel gera custos mensais e anuais para o proprietário e motorista que são bem impactantes no orçamento. Qualquer oportunidade de reduzir custos é bem-vinda e, por isso, descobrir um seguro automóvel barato parece um sonho.

O melhor é que um sonho possível, já que o prêmio (valor que o segurado paga) é diretamente impactado por itens como cobertura, risco do veículo, perfil do condutor e itens adicionais.

O que pode tornar o seguro automóvel barato?

Em geral, o perfil de risco do veículo e do motorista são os principais responsáveis pelo custo do prêmio, o valor do seguro. 

Carros com maior volume de sinistros, como alguns modelos populares, com peças de reposição mais caras ou com características ou modificações podem aumentar o preço do seguro. Veículos mais antigos também encarecem, e acima de 10 ou 15 anos (dependendo da seguradora), não conseguem nem ser cobertos por seguro.

Já o perfil do condutor geralmente se refere a pessoas com menos de 25 anos, ou que não possuam garagem ou alarme no veículo. 

Também entram na conta do risco o histórico do motorista na contratação do seguro: quanto mais tempo o condutor tem de seguro, sem usar, mais barato será o seguro. Isso porque as seguradoras entendem que é um cliente comprovadamente mais cuidadoso e que não se expõe a situações de risco. 

Proteção contra danos causados a terceiros

Quando uma pessoa contrata um seguro, a preocupação não é somente em proteger o próprio bem, mas sim se assegurar no caso de danos a outras pessoas ou veículos.

É pra isso que existe as modalidades de Seguros de Responsabilidade Civil Facultativa de Veículos (RCF-V) e para Acidentes Pessoais de Passageiros. Nas coberturas mais completas, chamada de seguro compreensivo, ambas estão inclusas e previnem o segurado contra possíveis danos causados a pessoas ou veículos terceiros.

Ter esta precaução vai além do Seguro do Trânsito – Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT), que é obrigatório por lei e pago anualmente pelos proprietários de veículos no Brasil.

Como a cobertura do DPVAT é menor e não abrange os danos ao veículo terceiro, a RCF-V é praticamente indispensável para quem trafega em grandes áreas urbanas, num país onde ocorre 5 acidentes de trânsito graves a cada 1 hora.

O problema é que um seguro de cobertura compreensiva tem um custo bem mais alto para o condutor. No caso de motoristas de aplicativos, por exemplo, em que este tipo de cobertura é exigida, o valor do prêmio pode subir em até 25% em relação ao seguro normal.

Como baratear o seguro do carro?

Num país onde 53% da frota possui mais de dez anos e um terço dos condutores são pessoas abaixo dos 25 de idade, segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), boa parte da população certamente vai lidar com custos de seguro mais altos.

Pensando nisso, a LR Seguros preparou um eBook para explicar como uma modalidade chamada Seguro Auto Consciente pode ajudar os condutores – principalmente aqueles nesta faixa – a economizar até 60% em relação ao valor normal do seguro automóvel.

Se você quer entender como ter acesso a essa economia, recomenda-se fortemente que baixe agora neste link.



t