BLOG
16 maio, 2019

Como funciona o seguro para animais? | LR Seguros

seguro-para-animais

A escolha das pessoas por ter pets e elevá-los à condição de filhos fez surgir novos cuidados com os bichinhos, como consultas frequentes ao veterinário, banhos etc. É aí que começa a fazer sentido pela contratação de um seguro para animais.

Isso já não é novidade, mas sim uma revolução social que tem tomado conta do país. Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os pets já somam 75 milhões, entre gatos e cachorros, contra uma população de 45 milhões de crianças entre 0 e 14 anos.

E se os peludos estão substituindo o lugar dos pequenos nas famílias, nada mais natural entender como funciona o seguro para animais e o porquê ele é extremamente importante para quem busca tranquilidade, mesmo nos momentos mais difíceis.

Seguro para animais de estimação é um plano de saúde?

Na verdade, o serviço mais comum nesta modalidade de seguros é a cobertura em caso de acidente ou morte do bichinho. Nestes casos, o seguro cobre com despesas veterinárias, cirurgias, exames e até assistência funerária se houver óbito.

Em situações extremas, como quando há necessidade de eutanasiar o animal, o seguro também arca com os gastos do procedimento.

Para animais de elite (assim são chamados os animais de competição e exposição), as coberturas se estendem até a ocorrências na reprodução, como partos e abortos.

Muitas seguradoras incluem na apólice a cobertura de assistência veterinária. Essa sim, funciona como uma espécie de plano de saúde dos pets, mas por meio de reembolsos, o que o torna ainda melhor. Você escolhe um profissional de sua preferência, dentro do valor coberto, e o seguro cobre consultas, procedimentos cirúrgicos não decorrentes de acidentes, entre outros.

Danos a terceiros causados pelo animalzinho

Assim como em outras modalidades, o seguro para animais pode oferecer cobertura em caso de danos a terceiros, inclusive oferecendo assessoria jurídica. Se o peludo for brabinho e atacar alguém, estão cobertos os gastos da vítima com possíveis internações, exames etc.

Também estão garantidos os honorários de advogados e custos processuais dos proprietários do animalzinho assegurado.

Roubo ou perda do pet

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, o roubo de pets cresceu quase 10% no último ano. Trazendo para outros estados, como o Rio Grande do Sul, a realidade certamente tem proporções semelhantes as do estado paulista.

Para estes casos, o seguro para animais também é uma vantagem, já que oferece indenizações em situações de roubo, furto ou perda do bichinho. Claro, não cobre a dor de perder um serzinho que é membro da família, mas pelo menos já é uma ajuda financeira.

Benefícios do seguro para pets

Além da cobertura abrangente, contratar um seguro para pets pode trazer uma série de benefícios, dependendo da seguradora. Algumas oferecem rede conveniada para a realização de procedimentos estéticos e até descontos em banhos, tosa, vacinas, hotelzinho, entre outros.

Para conhecer mais e entender como contratar o seguro para dar mais tranquilidade aos seus peludinhos, é só clicar aqui.

Lembrando que o seguro para animais não cobre animais de pecuária (gado, animais de corte etc), já que estes são cobertos pelo seguro rural.



t